Ir para o conteúdo

Terça-feira
cheia de reunião?

Que tal mandar brasa na sua
busca? a gente te ajuda.

Na brasa
Novembro, 11 2020

Grelha ou Espeto? Na dúvida, veja as nossas dicas

O churrasco brasileiro é reconhecido mundialmente e, muito mais do que uma simples refeição, ele é símbolo de amizade, família e confraternização!

A grande maioria das pessoas ama participar de um ‘’churras’’ e de suas diversas variações que, no decorrer do tempo, conseguiu agradar e se adaptar a todos os gostos.

Contudo, você leitor, que não perde uma oportunidade e sempre topa um churrasco com o pessoal, sabe como ele surgiu?

Bem, a história conta que a origem do churrasco é dada aos índios que habitavam a costa das três Américas, hábito que também foi enraizado na cultura do Uruguai, da Argentina e do Sul do Brasil.

O churrasco era uma ótima opção, pois os itens e ingredientes necessários podiam ser acessados facilmente. Em resumo, as carnes, que eram assadas na fogueira ao ar livre, precisavam de dois acessórios: o primeiro eram as grelhas feitas de madeira verde. O segundo, os espetos de varas, normalmente preparados com galhos.

O mais legal disso tudo, é que as técnicas utilizadas ultrapassaram gerações e perpetuam até hoje! Os churrascos atuais ainda utilizam as duas formas de assar os ingredientes: a grelha e/ou o espeto.

Nesse texto, falaremos sobre esse tema específico, uma vez que muita gente tem dúvidas sobre qual é a melhor forma de assar a carne e garantir uma ótima refeição entre amigos. Se você é uma dessas pessoas ou se interessa pelo assunto, veja as dicas que separamos abaixo!

1. Saiba qual a carne que você quer assar

O primeiro passo é saber qual carne será colocada na churrasqueira. Esse é um ponto importantíssimo, uma vez que agora você irá descobrir que os tipos de carne fazem uma diferença enorme na hora de escolher entre a grelha e o espeto.

2. As carnes para a grelha

A grelha é ideal para as carnes sem osso, uma vez que ela é assada por inteiro. Quando espetada, ela acaba perdendo o seu suco. Na grelha, isso não acontece e a peça fica, de certa maneira, mais suculenta.

Alguns exemplos de carne que se dão bem na grelha são: picanha, fraldinha, maminha e filé mignon. Além disso, esse é o lugar mais apropriado para assar outras peças e ingredientes, como a linguiça, queijos e vegetais.

3. Dicas para assar na grelha

Alguns aspectos podem fazer uma enorme diferença em seu churrasco! Antes de mais nada, é importante ficar atento à temperatura da grelha, além de esperar que todo o carvão esteja em brasa para colocar a peça. Feito isso, é hora de posicionar a carne: comece assando na parte mais quente da churrasqueira, depois, leve para uma parte mais amena para que ela asse até atingir o ponto que você deseja.

4. As carnes para o espeto

O espeto é ideal para as carnes com osso e que precisam de mais tempo na churrasqueira. Como dissemos no item acima, a carne, quando espetada, acaba perdendo o seu suco. Por isso, quando o churrasco é feito no espeto, a carne fica um pouco mais seca.

Mas isso não é problema, pelo contrário, há quem prefira e é ótimo para as carnes mais gordas. Alguns exemplos de carnes que ficam ótimas no espeto são a costela e o frango.

5. Um adendo para os espetos

Se a sua escolha for fazer churrasco com espetos, é sempre importante se atentar em alguns pontos importantes, sendo que um deles é tentar fazer o furo de uma única vez, evitando que várias perfurações façam a carne perder o seu suco desnecessariamente.

Outra dica de ouro, é o tipo de espeto que deve ser utilizado: os mais recomendados são os feitos de aço inoxidável, pois eles possuem uma melhor qualidade e não soltam resíduos metálicos na carne.

Independentemente da forma que a carne e outros ingredientes forem assados, o importante é que você desfrute de uma refeição gostosa e regada de muita conversa, confraternização e risadas: aspectos que o churrasco é especialista em proporcionar! #mandabrasa

Compartilhe agora mesmo: